A N A

Ana estava sentada em frente a uma porta fechada. Os pés dançavam no chão ao som da sua ansiedade. Ver aquela porta trancada deu medo. Levou o mindinho até a boca e sentiu o gosto afiado da unha entre os dentes. Seus olhos passeavam por rostos desconhecidos e, mesmo com tanta gente, sentiu-se sozinha.

Uma moça chegou. Era bonita e tinha mais dentes que a boca cabia. Ela cumprimentou todo mundo com o olhar e fez um convite para entrar. Ana retribuiu sorrindo com a janela tímida. Guardou os cachos na orelha e se levantou.

Enquanto todo mundo escolhia um lugar para se sentar, Ana parou na porta. As cores daquele lugar hipnotizaram. A moça bonita fez sala e a pegou pela mão.

Ana se sentou na frente. Olhou para os lados e sentiu medo de novo. Ela não conseguia entender direito o que aquela mulher dizia, porque tudo que saia da sua boca parecia música.

Um a um dizia seu nome, começando pela primeira fila da janela. Ana sentiu o frio na barriga congelar suas mãos. Quando sua vez chegou, o som não saiu. Falhou. O Ana saiu baixinho, feito sopro da sua respiração. Ela repousou a testa sobre as mãos na carteira enquanto ouvia os outros nomes sumirem da sua memória.

Agora, era a vez da moça. Com o giz nas mãos, ela riscou o quadro negro pinando as letras. Quando Ana viu algumas que ela conhecia, o medo virou alegria. Levantou o dedo com orgulho quando mirou a letra A. Ela sabia e queria dizer isso para a professora.

Assim como os colegas, ela foi conhecendo e reconhecendo as letras uma a uma. Achou o N logo depois do M e, entre elas, a dúvida de nunca entender a diferença. Por que uma tem uma perna a mais? Ana deixou escapar essa pergunta como quem soluça no meio da missa.

No caderno, desenhou as mesmas letras à sua maneira. Depois, viu que não precisava de muito para contar ali, naquelas folhas, qual era seu nome. A N A. Escreveu o trio diversas vezes até achar o Ana mais bonito. Tudo que ela queria era chegar em casa e mostrar aos filhos que já sabia escrever quem era. Era Ana e não mais uma digital borrada na carteira de identidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s