Molho

Sentada no sofá com a bolsa no colo, Inês olhava pra si mesma no reflexo da TV desligada. Imóvel, sua cabeça narrava diálogos inteiros, desafiando o silêncio daquela sala vazia. O barulho da geladeira antiga fazia a trilha angustiante de espera. A mulher escorreu os olhos pelo relógio de pulso. Os minutos entregavam um atraso … Mais Molho

Amora

Embaixo daquele teto branco, tudo tinha a mesma cor. Meus olhos se cansavam de ler as mesmas placas, os lábios trêmulos, as despedidas. A TV sem som, as visitas, os encontros, tudo tinha a mesma dor. Nos corredores, passos lentos de quem tem preguiça de chegar. Na madrugada fria, o lençol contorna corpos que choram … Mais Amora

Sou seu silêncio

Dos silêncios preferidos da Rafaela, estava André. O sorriso dele tocava uma sinfonia inteira dentro do peito dela. Quando esse sorriso embalado atravessava seu olhar, Rafaela mudava a direção. Era tímida demais pra tocar a mesma música. Ela colecionava informações sobre ele como se preparasse diariamente para uma conversa que nunca aconteceu até então. Aquele … Mais Sou seu silêncio

Vermelho

Mergulhada em seu escuro particular, Cecília sentiu um calor nos lábios. Como tropas bárbaras, seu corpo inteiro se entregou à invasão. Ela mal sabia que deveria fechar os olhos, mas assim fez por instinto. Suas mãos trêmulas suavam tanto a ponto dela não querer compartilhar o toque. Primeiro, repousou as mãos sobre os ombros do … Mais Vermelho

Dois dedos de café

A solidão sempre seduziu Marilene sem muito esforço. No primeiro pulsar mais forte, ela abandonava seu coração no fundo do armário como castigo. Na estante, colocava mais uma história para reler depois. Doce à primeira vista, sua postura de anti-amor culminava em um dos mais irresistíveis contrastes. Naquela tarde não foi diferente. Em um demorado … Mais Dois dedos de café

Caixa postal

Carolina gasta, em média, uma hora e meia para chegar ao trabalho e quase duas horas para chegar em casa. Praticamente, são quatro horas no ônibus, no trânsito, calor e tédio. No entanto, desde o seu primeiro encontro com Caio, Carol conversa com ele diariamente no ônibus. Um ano e meio de namoro e incontáveis … Mais Caixa postal

Sala de espera

Hoje foi um desses dias raros. Luiza deu uma última olhada no espelho e saiu tão confiante de casa que exerceu uma força gravitacional. Ela desceu do ônibus tão segura quanto aquelas mulheres nos comerciais de absorvente e se viu capaz de atrair todos os olhares para si. Luiza, mais básica que azulejo branco, nunca … Mais Sala de espera

Vambora

Gustavo não é de falar muito e isso logo incomodou Pamela. Naquela noite, ao entrar no carro, eles mal se cumprimentaram. Ele parecia com pressa e determinado a aproveitar todos os sinais abertos. Pamela ficou tão embriagada pelo perfume forte do rapaz que se esqueceu de perguntar para onde estavam indo. No primeiro sinal vermelho, … Mais Vambora

Dia seguinte

Para Camila, o sexo é um contrato velado entre duas pessoas quando os corpos assinam, em silêncio, um termo de compromisso. Em troca da intimidade, os corações dos envolvidos precisam, necessariamente, entrar em sintonia. Na verdade, Camila coloca tanta responsabilidade em cima do sexo que o dia seguinte é o seu pior pesadelo. Ela fazia … Mais Dia seguinte

Chamada não atendida

Eles não se viam há meses, desde o último beijo. Silvia estava nervosa. No táxi, enquanto ia ao encontro dele, relembrava a última conversa. Eduardo nunca foi de falar muito, mas deixou nas entrelinhas que aquela seria a última vez. Silvia fingiu entender, mas ainda insistiu com meia dúzia de chamadas não atendidas dias depois. … Mais Chamada não atendida

Samba para Iaiá

Era uma segunda-feira. Iaiá separou o seu melhor vestido, passou batom e deixou seus cabelos secarem naturalmente. Deu uma última olhada no espelho enquanto esperava o táxi. Esta noite, ela queria voltar pra casa com uma boa história para contar. Sair sozinha nunca foi um problema. Pelo contrário, ela amava o tempero da independência. Iaiá … Mais Samba para Iaiá

4506

Depois dos filhos, as mulheres assumem outras prioridades na vida além do sexo. Marília foge à regra. Ao contrário do que as conversas maldosas das vizinhas afirmam, ela não é uma mãe relapsa. Marília só não deixou de ser mulher para se tornar mãe. Divorciada, ela cuidou dos três filhos de dois casamentos. Três crianças … Mais 4506